Indicadores de Autossuperação da Rigidez Pensência na Vivência em Laboratório Multidimensional

  • Nadjanaira Costa

Resumo

Este artigo aborda os experimentos vivenciados pela autora durante a autoconsciencioterapia, considerados por ela enquanto laboratório multidimensional instalado para os atendimentos. Nessa condição, foi identificada a necessidade de autenfrentamento da rigidez pensência, haurido pelo autesforço e autocomprometimento recinológico da evoluciente a partir da aplicação do ciclo autoconsciencioterápico. A etapa do autodiagnóstico foi enfatizada pela análise dos apostos e opostos, adotando ações práticas na identificação de manifestações consideradas impedidoras da evolução consciencial. A metodologia fundamentou-se na análise dos registros da autora realizados no período da heteroconsciencioterapia, de autovivências na Tarefa Energética Pessoal (Tenepes),
de projeções lúcidas, de técnicas de autenfrentamento aplicadas e de indicadores de autossuperação da Rigidez Pensênica.

Publicado
2022-10-27
Como Citar
COSTA, Nadjanaira. Indicadores de Autossuperação da Rigidez Pensência na Vivência em Laboratório Multidimensional. Revista Conscientiotherapia, [S.l.], v. 10, n. 11, p. 51-62, out. 2022. Disponível em: <http://www.conscientiotherapia.org.br/index.php?journal=revista&page=article&op=view&path%5B%5D=216>. Acesso em: 21 fev. 2024.
Seção
Autoconsciencioterapia